Felicidade chata

– E você está feliz? É isso que importa, disse a mãe da menina.

E ela estava? Não necessariamente. A obrigatoriedade da felicidade está tornando tudo mais doloroso, difícil e chato.

Não lembro quando pequena uma cobrança de felicidade aos adultos. Eles liam romances, viam filmes no cinema, trabalhavam demais e tinham mais de um filho, o que demandava atenção. Eram ocupados demais para buscar a felicidade. Eu acho que por isso ela vinha. E algumas coisas não mudam desde que o mundo é mundo. Há dias alegres e dias tristes. Momentos inesquecíveis e outros enfadonhos. Mas a vida não é uma câmera de segurança filmando nossos percursos. Esquecemos boa parte deles. Esquecemos momentos tristes e momentos felizes. E nem sempre escolhemos um caminho porque lá seremos mais felizes. Os caminhos aparecem na nossa vida e vamos andando. Por momentos nos alegramos e outros não. A felicidade não é, e não pode ser, uma obrigação. Ela é volátil. Graças a Deus.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s